segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Terapia com Golfinhos!!!!!!!!!! http://www.aquabrasil.info/dolfing_healing.shtml




.


Golfinho Terapia - Com sua natureza e marca registrada a curiosidade dos golfinhos
 e o "sorriso" dado pelas forma de seus maxilar delicado e curvado,
 o tornou-se o símbolo amigável água.
Nadar com golfinhos - o mais dinâmico, bonito e inteligente mamífero do mar
 - está rapidamente se tornando uma atividade muito popular em todo o mundo.
Aqueles que tiveram próximos e íntimos encontros com golfinhos dizem experimentar
 alegria e paz de espírito.
Pesquisadores dizem que nadar com golfinho impulsiona o sistema imunológico
 humano e ajuda o bem-estar psicológico. Nadar com golfinhos induz a estados
 de expansão de consciência, como durante a meditação transcendental.
 Isso traz um sentimento de profunda paz, relaxamento e sensação de bem-estar.
Existem duas opções para nadar com os golfinhos –
com golfinho cativo ou em uma interação com golfinhos selvagens.
Varia de acordo com cada centros que oferecem a golfinho-terapia, resorts
e parques temáticos. A maioria dos golfinhos cativos são golfinhos,
 que quando no estado selvagem,
são normalmente muito Tímido e desconfiado dos seres humanos.
Golfinhos em cativeiro
são treinados para realizar acrobacias e para interagir com os humanos.
Nadar com golfinhos selvagens significa que você terá que
encontrá-los em seu território. Sua experiência dependerá totalmente
 na sua escolha de como,
quando e por quanto tempo eles terão uma experiência íntima
com você. Golfinhos selvagens na verdade,
chegam a nadar com pessoas sem problemas.
No caso, nadar com golfinho selvagem é muito importante que se tenha claro
 o protocolo.
Não tocar, não alimentar, ou fazer qualquer tipo de gesto agressivo ou manobra
de barco em torno deles.
Você não tem de ser um excelente nadador para ser capaz de ter encontros í
ntimo com os golfinhos. Existem programas disponíveis para todos os níveis de
 habilidade e para todas as idades.
Para aqueles que não estão confiantes o suficiente para se aventurar
 em águas profundas, existem programas que permitem a nadar com os
golfinhos em águas rasas.
Pais possibilitam que suas crianças nadem com golfinhos mudando a vida de sua criança.
 A criança autista retraídas, por exemplo, respondem aos mamíferos
 marinhos de maneira notável.

Um dos principais incentivadores da terapia humana com golfinho é David Nathanson,
 um psicólogo clínico que vive na Florida. Nos anos 70,
 começou a nadar com golfinhos para motivar crianças com síndrome
 de dificuldades de aprendizado.
Notou que as crianças que trabalharam com golfinhos aprendiam até
 quatro vezes mais rapido e recordavam mais o que aprenderam do que aquelas com aprendizado
 convencional da sala de aula. Nos anos 80, "Dr. Dave," como se tornou conhecido,
organizou
 um programa de golfinho na Florida.
Uma criança autista de seis anos de idade recebeu sessões de golfinho terapia
 e orientação pedagógica adequada, juntamente com terapias especiais durante
 uma ano e após este período não foram notados sintomas e traços de autistas.
Desde 1994, trabalhou com crianças de 37 estados e de 20 países.
 enquanto alguns investigadores colocaram em dúvida a eficácia do programa,
 outros disseram que o trabalho paralelos dos golfinhos com outro
 programa de terapia animal , que usam ratos como animal de estimação
 a cavalos, ajudam a preencher as vidas destas pessoas.
Mas a terapia de golfinho pode ser proibitivamente cara. Para dirigir-se a esse problema,
Nathanson e outro estão trabalhando em criar "uma experiência virtual de golfinho,"
que recapture a alegria e a liberdade de nadar com os animais usando informáticas
e  vídeo.
Se bem sucedidos, os golfinhos virtuais permitirão eventualmente
que algumas crianças comecem ao menos a parte da emoção da
experiência sem sair do repouso.
A cura através do Golfinho é possível devido ao mundo que a paciente
é levado com a presença do animal. Trabalho semelhante está sendo
realizado em hospitais com animais comuns como cães e pássaros.
O resultado é semelhante. Logicamente que não substituem a fascinação
 que um golfinho pode despertar.
No Brasil não existe a golfinhoterpai com animais cativos. Existem muitos locais onde se pode visualizar golfinhos como Fernando de Noronha e até na cidade do Rio quando acompanham embarcaçõesEm Locais como Cancun existem regiões em que os golfinhos
 costumaram-se ser alimentados por turistas. Apesar de não serem totalmente mansos eles podem
através de monitores serem vistos e se aproximam muito das pessoas. Isto é muito difícil de acontecer,
já que o golfinho dificilmente se acostuma a comer peixes mortos.
Com uma consciência ecológica não devemos deixar de pensar que
cada golfinho que é domado temos cerca de 15 que morrem.
A cada golfinho que você vê em parques fazendo aquelas lindas manobras
que só eles sabem fazer e divertem a todos tem o custo de 15 golfinhos mortos
 durante o processo de doma.
 Sendo assim, se você gosta mesmo destes animais, não assista shows com golfinhos.
Outro fato interessante é que todos acham lindos os golfinhos um correndo atrás
do outro. Realmente eles podem percorrer muitos quilômetros até dias sem
parar uma atrás do outro como se estivessem brincando.
Na verdade o está acontecendo é que dois machos tentam cercar uma fêmea
 para copularem e correm atrás dela até que ela se canse e eles possam copular,
 mesmo sem ela estar no em fase de reprodução. Golfinhos junto com os homens
 são os únicos que fazem sexo sem estar em
 fase reprodutiva.
Durante a perseguição os machos tocam na genitália da fêmea com seus
bicos tentando estimular sexualmente. Somente quando a fêmea já cansada
 e muito ferida para de
nadar eles copulam e em muitos casos a fêmea corre até a morte.
Durante milhares de anos os golfinhos são respeitados em todo o mundo como
 criaturas muito especiais. Na Grécia, os golfinhos de Delphi eram vistos como
santos e ninguém podia matar um golfinho. Quem matava um golfinho era
 condenado como criminoso e condenado a pena de morte.

Nos últimos anos, houveram muitas histórias onde os golfinhos salvaram pessoas
que se encontram no mar, se afogamento ou sobre o ataque de tubarão  contra
seres humanos. Alguns surfistas Australianos se viram cercada por golfinhos e o
 primeiro pensamento que estão sob ataque. Um surfista nadou para sair do círculo
 dos golfinhos e foi imediatamente confrontado com enormes tubarões. Podemos
 imaginar como o surfista nadou de volta para o círculos dos golfinhos.
 Aqueles golfinhos trouxeram-nos de volta com segurança todos os surfistas até a costa.

Às vezes você pode sentir as vibrações na sua pele. O sentimento de alegria
e harmonia que resulta de estar com os golfinhos traz emoções avassaladoras.
 Muitas pessoas disseram-nos que eles sentem relaxado e renovado após o
 seu encontro com golfinhos.
 
Indicações:
- Atraso do desenvolvimento / apraxia
- Discurso de Línguas e Atrasos
- Transtornos de Comunicação
- Deficiência de aprendizado
- Transtornos de atenção
- Doenças genéticas
- Auditivas
- Síndrome de Down
- Paralisia Cerebral
- Autismo
- Angelman e Síndrome de Rett


Nenhum comentário:

Postar um comentário