terça-feira, 17 de janeiro de 2012

O autismo em foco no Repórter Justiça

O autismo em foco no Repórter Justiça

O Repórter Justiça esta semana mostra o amoroso esforço de diversos grupos de pessoas que ajudam outros semelhantes, portadores de um transtorno pouco conhecido que se chama autismo.
A ciência reconhece o autismo desde 1943, mas apesar de tanto tempo de pesquisas a comunidade científica internacional ainda não entrou em acordo sobre as causas desse transtorno. Sabe-se apenas que o autismo afeta a capacidade de comunicação e socialização do indivíduo e tem uma incidência maior entre pessoas do sexo masculino.

Este mês o Brasil assistiu a diversas ações dedicadas a ressaltar a importância do tema que afeta cerca de 70 milhões de seres humanos em todo o planeta, segundo dados da Organização das Nações Unidas - ONU.

No Brasil, as estimativas estão na casa dos 2 milhões de portadores do transtorno. O tratamento e o cuidado dessas pessoas esbarra num grave problema que é a falta de políticas públicas, escolas, recursos financeiros voltados ao desenvolvimento e inclusão no convívio social de quem apresenta o transtorno.

Visando combater o desconhecimento e os preconceitos, a ONU, em 2007, definiu o dia 2 de Abril como "Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo". Daí em diante, todos os anos é feita uma mobilização mundial para divulgar informações sobre a importância do diagnóstico precoce e chamar a atenção de toda a sociedade.

Para o Ministro do Superior Tribunal de Justiça Mauro Campbell, "... é preciso fazer com que haja inserção; primeiro em todos os programas possíveis. E que os governantes tenham a visão de que isso será a prova cabal de que não há barreiras intransponíveis porque as barreiras são colocadas por aqueles que preconceituosamente não tem coragem de enfrentar o problema."

Nenhum comentário:

Postar um comentário